top of page

Das trilhas de OFFRoad para o trail run.

É muito comum as pessoas associarem os trilheiros de OffRoad ao sedentarismo e uma vida nada saudável. Confesso que durante muito tempo eu agi assim- sedentária e adepta das gorduras, açucares e álcool. Mas confesso também que não foi o offroad que me fez seguir esse caminho. Aliás, ninguém precisa não ser saudável por conta dos outros, dos ambientes que circula… Se assim fosse, o mundo seria um eterno espiral de hábitos ruins. Cada um segue o caminho que deseja, sem precisar ser influenciado negativamente pelos outros. A galera do offroad curte churrasco, cerveja, resenha, música… e quem nesse mundo não curte algum desses itens? Quando entrei para o offroad já estava sedentária e o mundo 4×4 não foi o responsável pelos meus 15 quilos a mais. Eu fui a responsável pelos ponteiros na balança “dando a real” na minha cara. E eu sou a responsável por ver os ponteiros da balança “baixando a guarda” pra mim e ficando caladinhos quando o assunto é peso. Eu já perdi os 15 quilos que ganhei. E quero perder mais. Não é uma tarefa fácil, temos que dizer não a hábitos de toda uma vida, mudar alimentação e inserir atividade física como um mantra diário. Mas é um desafio bom. E como uma boa trilheira, amo desafios. Quanto mais desafiador, mas instigante! E por falar em desafio, foi justamente pegando carona nessa vida saudável que completei a minha primeira prova de trilhas. Foram só 5 quilômetros, mas para quem não corria nem 1 quilômetro e achava que NUNCA iria conseguir correr na vida… essa medalha de participação representa mais um murro nos ponteiros da minha amiga balança que insiste em querer me desmotivar. Ahhh, dona balança, continuarei firme e forte! E agora será nas trilhas de offroad com o meu #SMURF e nas trilhas da Chapada com as minhas perninhas cansadas mas felizes!!!

Comentários


bottom of page