top of page

”Chapadas na Chapada”

“Chapadas na Chapada”? O que significa isso, Lu?

Já que muita gente tá me perguntando sobre essa websérie que lancei, resolvi trazer detalhes aqui para vocês.

Dentre as muitas perguntas que tenho recebido, as duas mais frequentes são: o objetivo dessa web série e o porque desse nome – “chapadas na Chapada. Será que estamos Chapadas mesmo??? Ahahaha, vamos por partes para esclarecermos direitinho.

A série gravada em junho de 2019, surgiu por conta das minhas numerosas idas à Chapada Diamantina na companhia da minha amiga @cissamarback. Sempre viajamos juntas para lá e sempre exploramos roteiros mais “roots”. Daí veio a vontade de compartilhar com a galera a Chapada fora das “trilhas” comerciais e convencionais que a maioria das pessoas que visitam a Chapada Diamantina conhece.

O que me motivou a realizar esse projeto com cara de Expedição, foi a possibilidade de compartilhar com mais riqueza e cuidado tudo de bom que eu venho vivenciando na Chapada. Com isso, poder dividir de uma maneira especial os paraísos visitados, as pessoas que me acolhem e as experiências. Além disso, ajudar a divulgar o trabalho dos guias nativos, comércio local e dessa forma ajudar a movimentar a economia de forma mais justa para aqueles que não estão sob os holofotes das grandes agências de turismo.

Além da minha amiga, carona cativa e jornalista, @cissamarback, faz parte desse projeto o fotógrafo e documentarista, @rafaellage. Cissa foi a responsável pela parte jornalística, Rafa foi o nosso filmaker e eu fiquei no volante na função de “estradeira”, traçando as distâncias e definindo os roteiros da viagem.

Para a gravação da primeira temporada, rodamos cerca 2.500 km, passamos pelos municípios de Andaraí, Novo Horizonte, Palmeiras, Iraquara e Seabra. E antes que vocês perguntem qual dessas cidades é a minha predileta, vou logo dizendo que cada uma delas tem seu encanto e sua beleza que me seduz de maneira especial e individual.

Mas se me perguntarem o que mais me impressionou nesses 7 dias de gravação, eu posso afirmar que foi a força das mulheres. Em cada local visitado me deparei com histórias de mulheres que me encheram de orgulho. Mulheres que comandam garimpos, que plantam e colhem cafés especiais, que fazem palha virar artesanato, que pescam e sustentam suas famílias, que benzem e curam os desconhecidos… mulheres fortes, guerreiras, resilientes, verdadeiras empreendedoras que mereciam destaque social, mas que ainda são invisíveis para nossa sociedade.

A primeira temporada da série foi lançada em dezembro do ano passado, conta com 9 episódios e está disponível no meu IGTV, no de @cissamarback e também no Youtube – canal Chapadas na Chapada.

Quem reservar um tempinho para assistir o conteúdo, encontrará histórias de pessoas reais e curiosidades sobre um dos principais destinos turísticos da Brasil. Experiências que vão além do turismo e que trazem a essência do local e dos seus moradores.

O que você está esperando para pegar carona com a gente nessa aventura? Assista e conheça as muitas chapadas que existem na nossa Chapada.

Ah, entenderam porque o nome “chapadas na Chapada”? Rsrsrs!

Comments


bottom of page