top of page

Partiu Sertões 2018

Para acelerar em mais uma inesquecível missão, saí de Salvador rumo à Goiânia – local da largada do Rally dos Sertões 2018 na companhia do @cowboyoffroad, meu parceiro de vida e de trilha. Fizemos essa viagem em menos de dois dias, deixamos Salvador na quarta-feira (15/8), dormimos na cidade de Luís Eduardo Magalhães – região oeste da Bahia e, no finalzinho da quinta-feira chegamos à Goiânia, o nosso primeiro destino. A viagem foi bem tranquila, tivemos tempo para paradinhas, selfies, lanches e compras. Ao chegarmos no autódromo da cidade, nos juntamos à equipe Expedição Sertões.

Três dias (de quinta a sábado), foi esse o período que tivemos para confraternizar com velhos e novos companheiros de equipe, passear pelos movimentados acampamentos e conhecer os carros e pilotos da prova. Reconhecido o território, é chegada a hora de preparar os nossos carros: fazer a adesivação, o abastecimento e a checagem geral.

Rally da Mitsubishi

As provas do Rally da Mitsubishi (o Motorsports e o Outdoor), este ano aconteceram no sábado (18/8). Tive o privilégio de ser convidada para participar de umas das equipes do Outdoor. Como nunca havia participado e não sabia quando poderia surgir outra oportunidade como essa, uma vez que no Nordeste não tem essa prova, aceitei o convite logo de cara. Mas, para competir junto à equipe precisei abrir mão de acompanhar a definição das posições de largada do Rally dos Sertões. Se eu me arrependi? Nem um pouco, a aventura que estava por vir valeria muito a pena.

O Outdoor é uma prova que mistura estratégia, navegação, corrida, trajetos de bike, travessia de rios… Ela é super emocionante e os seus desafios me fizeram me sentir em uma verdadeira gincana. Ahh! Foi muito divertido participar do Outdoor! A competitividade entre as equipes é bem alta, o que torna a prova bastante disputada. Não tivemos a emoção de subir no pódio por apenas 100 pontos, a minha equipe conquistou o quarto lugar da prova.

Largada Promocional do Sertões 2018 Finalizado o Rally da Mitsubishi, iniciaram-se os preparativos para a largada promocional da 26º edição dos Sertões 2018. O evento aconteceu na noite de sábado no autódromo de Goiânia, oficializando o início do Rally dos Sertões 2018. O espetáculo contou com arquibancadas lotadas, show pirotécnico, música ao vivo, apresentação de motos da Honda e a passagem de todas as equipes/pilotos pelo pórtico – portal de acesso ao circuito de terra montado para o evento. A largada oficial ocorreu na madrugada do domingo (26/8), com um deslocamento inicial de mais de 200 km de asfalto até a chegada dos competidores à trilha.

Rally dos Sertões 2018

O Rally dos Sertões é dividido em 4 categorias: Carros, Motos, Quadriciclos e UTVs. Esse ano a competição teve 3607 km de prova, desses, 2043 km são de trechos especiais – estradas de terra, sem duvidas os mais emocionantes e como vocês bem sabem, os meus prediletos. O Sertões 2018 atravessou 4 estados, começou em Goiás, passou pela Bahia, pelo Piauí e terminou em Fortaleza, capital do Ceará. Além da corrida classificatória, o Rally contou com mais 7 etapas e visitou 8 cidades. Esse ano me inscrevi para acompanhar as provas bem de perto, fiz parte da equipe Expedição Sertões e até pudemos fazer alguns trechos de trilha percorridos pelos competidores do Rally.

Um acidente no caminho

No primeiro dia de prova, saímos de Goiânia rumo a cidade de Formosa, também no estado de Goiás. Pegamos um trecho de asfalto e fomos até a trilha para acompanharmos a partida dos carros. Durante a largada, houve um acidente feio envolvendo um dos favoritos da competição.

O carro estava muito, muito veloz, a aproximadamente 150 km/h em uma reta enorme, não sabemos exatamente o que aconteceu, porque o percurso é todo “planilhado”, o navegador avisa por voz onde tem rio, curva e obstáculos. O carro passou por uma lombada a mais ou menos 115 km/h, o veículo voou, “embicou” e deu várias capotadas, o carro ficou rodando várias vezes, batendo a frente e o fundo. Com o impacto da batida o banco chegou a quebrar, os carros da corrida são todos reforçados, eles possuem uma gaiola interna de tubo de ferro, contam com um cinto de segurança de cinco pontas super reforçados, já prevendo esse tipo de acidente. Vendo o estado do carro eu pensei: Meu Deus do céu! Acabou, morreram! Ainda bem que eu estava errada.

Apesar de esse tipo de capotagem ser umas das piores e mais perigosas, o casal que estava dentro do carro saiu ileso do acidente, a navegadora teve apenas um corte e os dois foram levados de helicóptero ao hospital para fazer exames. Por conta do acidente, a largada foi suspensa por um bom tempo, ia demorar muito para a gente ver todos os carros partindo, então resolvemos pegar o asfalto novamente e seguir para Formosa.

A cachoeira dos carros Para nós, admiradores da prova, um dos momentos mais divertidos foi a cachoeira dos carros, que é quando os veículos da competição atravessam um riacho em alta velocidade e dão um verdadeiro banho na galera. E eu estava bem posicionada aguardando os veículos fazerem a nossa festa.

Fogueira no céu

Um dos momentos mais lindos para mim é observar a paisagem do sertão. Passamos por trechos lindos, caminhos margeados por grandes pedras, vegetação, areia, galhos e troncos secos. Em alguns pontos, a estrada de cascalho e mato bem alto, lembram trilhas que se percorrem a pé. O sol sempre forte com céu predominantemente azul, mas com leves e ao mesmo tempo imponentes nuvens brancas me passa sensação de paz. O fim de um dia na trilha é sempre de tirar o fôlego! Sempre paramos para olhar o horizonte e ficamos admirando o sol se despedindo da gente, parecendo que tem alguém acendendo uma imensa fogueira no céu. E assim com os tons de laranja e vermelho no céu marcando os últimos raios emitidos pela estrela central, fomos nos despedindo da trilha e pegando o asfalto para ver a chegada dos competidores. O nosso próximo destino? Luís Eduardo Magalhães-BA. No próximo texto conto mais sobre a aventura da #Bruta junto com a equipe Expedição Sertões. #rallysertoes2018 #offroad #sertoes2018 #rally #sertao

Comments


bottom of page